Presidente do PR PR nos estados Manchetes Download Hino Nacional do Brasil
História do PR Fale com o PR Notícias Republicanas Manual de Aplicação da Marca PR
Prefeituras do PR Ficha de Filiação ao PR Fotos dos Deputados do PR Assessoria Jurídica
Vereadores do PR Fórum Republicano Fotos dos Senadores do PR Vinheta do PR
Estatuto do Partido da República Manifesto do Partido da República Código de Ética do Partido da República Programa do Partido da República
 

Leia Notícias do Correio 22

Ícone do Windows Media Player
Clique no ícone do Media Player para assistir ou fazer download do vídeo em wmv
 
Ícone do Youtube
Clique no ícone acima para conhecer a Biblioteca de Vídeos do PR no You Tube
 
Ícone do WhatsApp
Clique no ícone acima para fazer download do vídeo em MP4 e enviar pelo WhatsApp
 
Ícone do QuickTime
Clique no ícone acima para assistir ou fazer download do vídeo em Quick Time (plataformas da apple)
 
17/11/2015 — Para assistir o vídeo do lado esquerdo da tela, você precisa instalar o Flash player
 
 
Deputado Capitão Augusto (PR-SP)
Deputado Capitão Augusto (PR-SP)
Brasília - Para discutir proposta que amplia a competência de órgãos de segurança pública, o deputado Capitão Augusto (PR-SP), participou, na última semana, da instalação da Frente Parlamentar em Apoio à Adoção do Ciclo Completo de Polícia. Trata-se da PEC 431/14, que estende poderes de investigação à Polícia Militar, atualmente responsabilidade exclusiva das polícias Civil e Federal.
A PM passa, segundo o texto, a realizar todo o ciclo de polícia na persecução penal, além da segurança ostensiva e conservação da ordem pública, definidas pela Constituição. Cerca de 240 deputados participam da frente.

Capitão Augusto, defensor de mudanças no atual modelo de segurança, diz que a PEC deve “modernizar” o sistema e melhorar o trabalho policial. “Hoje temos uma estrutura que está falida, uma estrutura de duas meias polícias Esse sistema só existe no aqui, em Guiné-Bissau e Cabo Verde. É uma verdadeira aberração, por isso que não dá certo”, destaca o republicano.

O parlamentar afirma que a divisão de competências dificulta o trabalho. Ele explica que entre os 5.564 municípios brasileiros menos de 500 possuem o plantão policial 24 horas. “Isso faz com que o policial militar de uma cidade que atenda a ocorrência e não tenha o plantão, que é a grande maioria, tenha que se deslocar por até 300 quilômetros para estar fazendo a apresentação da ocorrência que é simplesmente um registro cartorário, que depois vai para o Ministério Público”, argumenta.
Capitão Augusto critica a burocracia gerada com a repartição de atribuições entre as polícias. “Depois que a PM prende o marginal, leva para Polícia Civil, que vai fazer a parte cartorária, abandonando as cidades para levar nessa central e estar apresentando uma ocorrência, que podem demorar até 24h”, ressalta.

O deputado declara que a proposta não pretende reduzir a atuação da Polícia Civil, mas ampliar o trabalho ostensivo desses profissionais.

“É um sistema adotado em todo o mundo, em que as polícias fazer o ciclo completo, desde a parte primária até a parte cartorária. Sem, obviamente, estar acarretando custos e ônus para o Estado. Quem vai ganhar é a sociedade. O lançamento da frente só vem a fortalecer a aprovação do ciclo completo”, completou o republicano durante sua participação na instalação da Frente, na Câmara dos Deputados.



Fonte: Assessoria de imprensa do deputado
Topo


© - 2007 www.partidodarepublica.org.br - Todos os direitos reservados

SEDE NACIONAL DO PARTIDO DA REPÚBLICA

ENDEREÇO:

SHS quadra 6 Bloco A sala 903 - Brasil XXI . CEP: 70.316-102 - Asa Sul . Brasília-DF




Tel.: (61) 3202-9922



Mais uma realização do Instituto Alvaro Valle Tel.: (61) 3202-9922


LEAD         TVNEWSWEB

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing

SHIN CA 09 LT 16 SALA 115 - ED. GREEN HILLS - LAGO NORTE CEP: 71503-509

http://www.leadbrasilia.com.br/

http://www.tvnewsweb.com.br/