Presidente do PR PR nos estados Manchetes Download Hino Nacional do Brasil
História do PR Fale com o PR Notícias Republicanas Manual de Aplicação da Marca PR
Prefeituras do PR Ficha de Filiação ao PR Fotos dos Deputados do PR Assessoria Jurídica
Vereadores do PR Fórum Republicano Fotos dos Senadores do PR Vinheta do PR
Estatuto do Partido da República Manifesto do Partido da República Código de Ética do Partido da República Programa do Partido da República
 

Leia Notícias do Correio 22

14/05/2015
 
 
 
Malta interroga o Médico Alcides Pozzobon, que afirmou conhecer os detalhes das distorções denunciadas
Malta interroga o Médico Alcides Pozzobon, que afirmou conhecer os detalhes das distorções denunciadas
Imparcial, senador Magno Malta ouviu Luciano Vaccaro e Lessandra Beramaschi do Ministério Público, Izaías Levy, presidente do Conselho Regional de Medicina, Flávio Borges, Diretor dos Hospitais e Alcides Pozzobon, assessor da presidência da Federação dos Hospitais do Rio Grande do Sul.

Magno Malta perguntou se os hospitais da Federação estão no rolo, neste bolo astronômico para colocar uma prótese sem procedimentos cabíveis? Questionou ao médico Pozzobom.

Na resposta, o veterano médico, que já tinha dito ter conhecimento do escândalo antes de ser denunciado pela Rede Globo, acrescentou, "o processo todo, com seus participantes, com os critérios tem início e fim. O desvio não começa nos hospitais e nem nas operadoras de saúde. O uso das próteses é indicado com clareza pelo médico e cabe o hospital providenciar o que foi solicitado. O hospital não toma atitude em relação a indicação médica, cabe ao hospital providenciar", reforçou Alcides Pozzobon.
Magno Malta, em tom firme, falou que "rato é rato, e não adianta fechar o buraco, tem que acabar com o rato e a CPI vem para investigar todo o processo e punir quem os responsáveis. Juiz concede liminar e cirurgias são feitas ao domingo, escondida", ameaçou Magno.

Pozzobom finalizou negando qualquer envolvimento e acentuou que não tem objetivo de desviar os fatos. "O hospital não tem poder para indicar próteses, só temos o dever de colocar. O médico indica a prótese e o hospital faz a cirurgia. A prótese custa R$ 100,00 e o hospital recebe R$ 115, deu exemplo, que o ganho de 15% não tem justificativa, mas pelo acordo com a operadora do plano de saúde", revelou o representante da Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Rio Grande do Sul.



Fonte: Assessoria de Imprensa

www.magnomalta.com



© - 2007 www.partidodarepublica.org.br - Todos os direitos reservados

SEDE NACIONAL DO PARTIDO DA REPÚBLICA

ENDEREÇO:

SHS quadra 6 Bloco A sala 903 - Brasil XXI . CEP: 70.316-102 - Asa Sul . Brasília-DF




Tel.: - (61) 32029922



Mais uma realização do Instituto Alvaro Valle Tel.: - (61) 32029922


LEAD         TVNEWSWEB

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing

SHIN CA 09 LT 16 SALA 115 - ED. GREEN HILLS - LAGO NORTE CEP: 71503-509

http://www.leadbrasilia.com.br/

http://www.tvnewsweb.com.br/