Presidente do PR PR nos estados Manchetes Download Hino Nacional do Brasil
História do PR Fale com o PR Notícias Republicanas Manual de Aplicação da Marca PR
Prefeituras do PR Ficha de Filiação ao PR Fotos dos Deputados do PR Assessoria Jurídica
Vereadores do PR Fórum Republicano Fotos dos Senadores do PR Vinheta do PR
Estatuto do Partido da República Manifesto do Partido da República Código de Ética do Partido da República Programa do Partido da República
 

Notícias do Correio 22 - Partido da República

 
  26/09/2011
   
  O desembargador Gursen de Miranda e Luciano Castro no ato dos Magistrados no Congresso
O desembargador Gursen de Miranda e Luciano Castro no ato dos Magistrados no Congresso . Foto: Alessandra Fonseca
Presidentes de dez entidades representativas de integrantes da magistratura e do Ministério Público entregaram nesta quarta-feira (21) uma carta de reivindicações ao presidente do Congresso, senador José Sarney. Entre as solicitações estão o reajuste salarial (PLs 7749/10e 7753/10) referente a cinco anos de perdas com a inflação e uma política nacional de segurança para esses profissionais. Cerca de 1,3 mil juízes e promotores participaram da manifestação, que teve a adesão de deputados e senadores.

O deputado Luciano Castro (PR/RR) prestigiou a manifestação dos procuradores, que lotou o Salão Negro do Congresso Nacional, e foi intitulada de "Dia Nacional de Valorização da Magistratura e do Ministério Público".
Para Luciano Castro, a manifestação dos membros do Ministério Público é legítima. "Temos que garantir uma reposição salarial mais digna para toda a categoria. Nós aqui no Congresso Nacional e eu como relator dos projetos que são do MP, vou examiná-los com muito critério, com atenção, para que possamos corrigir estas distorções", disse Castro.

Roraima também esteve representada pelo desembargador Gursen de Miranda do Tribunal de Justiça do Estado. Segundo ele, a mobilização e o ato em defesa da categoria chamam atenção para as reivindicações e direitos dos magistrados. "Nós não temos uma política de previdência pública, não temos uma política de saúde, e nem uma política remuneratória".

Para o desembargador, a questão não é apenas de remuneração: "nós não estamos pedindo aumento de salário, nós estamos pedindo recomposição salarial, ou seja, aquilo que a inflação levou, e não nos deram. Desde 2005 nós não temos recomposição salarial. Então a nossa luta é bem mais ampla que a questão de remuneração", afirmou o desembargador.

Para o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Nelson Calandra, que discursou no evento, as associações estão buscando não um aumento salarial, mas apenas a reposição monetária pela inflação. "Nos nossos orçamentos, já há essa previsão de despesa. Não vamos tirar de nenhum Poder. Hospitais não serão fechados e a saúde não vai piorar", afirmou o magistrado.



Fonte: Assessoria de Imprensa
Deputado Luciano Castro
   




LEAD         TVNEWSWEB

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing

SCN Qd. 2 Bl. D Torre A Sala 225 Brasília - DF - CEP: 70712-904

http://www.leadbrasilia.com.br/

http://www.tvnewsweb.com.br/

© - 2007 www.partidodarepublica.org.br - Todos os direitos reservados

SHS quadra 6 Bloco A sala 903 - Brasil 21 . CEP: 70.316-102 - Asa Sul . Brasília-DF



Tel.: - (61) 32029922



Mais uma realização do Instituto Alvaro Valle Tel.: - (61) 32029922