Presidente do PR PR nos estados Manchetes Download Hino Nacional do Brasil
História do PR Fale com o PR Notícias Republicanas Manual de Aplicação da Marca PR
Prefeituras do PR Ficha de Filiação ao PR Fotos dos Deputados do PR Assessoria Jurídica
Vereadores do PR Fórum Republicano Fotos dos Senadores do PR Vinheta do PR
Estatuto do Partido da República Manifesto do Partido da República Código de Ética do Partido da República Programa do Partido da República
 

Leia Notícias do Correio 22

  02/09/2011
 
   
Deputado Maurício Trindade (PR-BA)
Deputado Maurício Trindade (PR-BA)
O deputado Maurício Trindade (PR-BA), relator da medida provisória que corrige a tabela do Imposto de Renda (528/11), até 2014, criticou o veto da presidente Dilma Rousseff ao dispositivo que permitiria a dedução, da base de cálculo do IR, do valor das despesas com plano de saúde pago a empregado doméstico.

"Eu acho que ela cometeu uma grande infelicidade. A categoria dos empregos e das empregadas domésticas é a maior categoria de trabalhadores urbanos do Brasil", disparou o republicano. De acordo com Trindade, a decisão contraria acordo do governo com sua base no Congresso. "O Executivo descumpriu um acordo que havia feito com a liderança do governo. Nós debatemos, aprovamos e estivemos em reuniões várias vezes com a liderança do governo, foi acertado que isso ia passar", ressaltou.

Segundo o republicano baiano, apenas 1,5 milhão, dos cerca de sete milhões de empregados domésticos do País, estão regulamentados. "Esse projeto ajudaria muito na regulamentação, com a assinatura da carteira de trabalho de mais pelo menos três milhões de pessoas", lamentou Maurício Trindade.

Para Maurício Trindade, além da regulamentação da categoria, o projeto "ajudaria a esvaziar as filas dos hospitais públicos, diminuindo a espera no SUS".
Na justificativa do veto, Dilma Rousseff alegou que as deduções no Imposto de Renda se aplicam apenas ao contribuinte e seus dependentes. Ao permitir a nova dedução, portanto, a lei criaria um benefício fiscal. "Era um excelente projeto de cunho social que ajudaria a recuperação da imagem hoje da própria Presidência da República", avaliou o parlamentar.

"Eu acredito que a presidenta vetou por uma má assessoria que não teve a capacidade de ajudá-la a ver o caráter social. Certamente viu o caráter econômico, que o plano teria um pequeno desconto no imposto de renda e haveria uma pequena perda de receita federal", destacou Trindade, completando: "Que seria compensada com as pessoas que iram pagar os planos, então não haveria perda nenhuma".

No entanto, o republicano não perdeu a esperança de ajudar os trabalhadores domésticos. De acordo com Trindade, ele está empenhado em ser o relator de um projeto de autoria do também republicano da Bahia, César Borges, já aprovado no Senado, que tem a mesma finalidade. "Assim, a presidenta poderá recuperar e dar aos empregados domésticos o plano de saúde, que é o desejo de toda essa categoria".



 

Clique no ícone do Media Player para assistir ou fazer download do vídeo em wmv
 

Clique no ícone acima para conhecer a Biblioteca de Vídeos do PR no You Tube
 
 

Clique no ícone acima para assistir ou fazer download do vídeo em Quick Time (plataformas da apple)
 
   




LEAD         TVNEWSWEB

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing

SCN Qd. 2 Bl. D Torre A Sala 225 Brasília - DF - CEP: 70712-904

http://www.leadbrasilia.com.br/

http://www.tvnewsweb.com.br/

© - 2007 www.partidodarepublica.org.br - Todos os direitos reservados

SHS quadra 6 Bloco A sala 903 - Brasil 21 . CEP: 70.316-102 - Asa Sul . Brasília-DF



Tel.: - (61) 32029922



Mais uma realização do Instituto Alvaro Valle Tel.: - (61) 32029922