Presidente do PR PR nos estados Manchetes Download Hino Nacional do Brasil
História do PR Fale com o PR Notícias Republicanas Manual de Aplicação da Marca PR
Prefeituras do PR Ficha de Filiação ao PR Fotos dos Deputados do PR Assessoria Jurídica
Vereadores do PR Fórum Republicano Fotos dos Senadores do PR Vinheta do PR
Estatuto do Partido da República Manifesto do Partido da República Código de Ética do Partido da República Programa do Partido da República
 

Notícias do Correio 22 - Partido da República

 
  09/08/2011
   
Deputado Federal Laércio Oliveira (PR-SE)
Deputado Federal Laércio Oliveira (PR-SE)
Como coordenador em Sergipe da Frente Parlamentar das Micro e Pequenas Empresas, o deputado federal Laércio Oliveira (PR/SE) participou nesta terça-feira, 9, da solenidade que selou acordo do Governo com a Frente sobre o projeto de lei complementar 591/10, que corrige os limites de enquadramento das micro e pequenas empresas no Simples Nacional. O objetivo da proposta é garantir menos impostos e mais oportunidades para as micro e pequenas empresas. O evento foi realizado no Palácio do Planalto com a presença da presidente Dilma Roussef.
O faturamento bruto anual para que as empresas possam se enquadrar na alíquota de 4% do Simples passará de R$ 120 mil para R$ 180 mil. Já para a alíquota de 9,12%, o teto subirá de R$ 1,2 milhão para R$ 1,8 milhão. Por fim, a alíquota de 11,61% valerá para empresas que tiverem faturamento anual de até R$ 3,6 milhões - até então, o limite era de R$ 2,4 milhões. No caso do micro empreendedor individual, o limite passará de R$ 36 mil para R$ 60 mil.

"O objetivo é também tornar mais fácil o processo para o fechamento dessas empresas. Além disso, será suspensa a necessidade de declaração anual do Simples. Estão sendo desburocratizados os procedimentos", completou o deputado. Esses foram acertos realizados com a Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas, mas que ainda precisa passar pelo Congresso.

Existem hoje 5,3 milhões de empresas brasileiras no simples nacional. Ao garantir mais oportunidades, essas micro e pequenas empresas terão mais condições de atender o mercado brasileiro, competindo com "um mar de produtos" produzidos por países com ao China, que têm procurado mercados aquecidos, como o brasileiro. "É preciso preservar esse mercado para nós", afirmou Laércio.

O governo considera as empresas brasileiras competitivas, mas enfrentam maiores dificuldades no mercado internacional. "O que é muito pouco competitivo é o cenário internacional, que tem assimetrias criadas de forma artificial", criticou a presidente Dilma. Primeiro, segundo ela, os países desenvolvidos optaram por criar um "mar de liquidez", com o qual pretendem enfrentar o baixo nível de atividade de suas economias. "Isso transforma a competição internacional de forma perversa, uma vez que atinge a taxa de câmbio", considerou.



Fonte: Carla Passos
Assessoria de imprensa do deputado federal Laércio Oliveira
(61) 3215-5629
(61)8183-8643
www.laerciooliveira.com.br
www.twitter.com/laerciofederal
   




LEAD         TVNEWSWEB

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing

SCN Qd. 2 Bl. D Torre A Sala 225 Brasília - DF - CEP: 70712-904

http://www.leadbrasilia.com.br/

http://www.tvnewsweb.com.br/

© - 2007 www.partidodarepublica.org.br - Todos os direitos reservados

SHS quadra 6 Bloco A sala 903 - Brasil 21 . CEP: 70.316-102 - Asa Sul . Brasília-DF



Tel.: - (61) 32029922



Mais uma realização do Instituto Alvaro Valle Tel.: - (61) 32029922