Esta Matéria não tem vídeo
 Ex-ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda durante evento 
Ex-ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda durante evento
Esta Matéria não tem 
vídeo

 

Flávia Arruda

participa de cerimônia para acordo de regularização
de Vicente Pires e demais regiões no DF


Brasília - A ex-ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda (PL-DF), participou na última sexta-feira, 25, da cerimônia de assinatura do acordo entre a União e o GDF que regulariza regiões residenciais no Distrito Federal. A medida poderá contemplar mais de 22 mil famílias.

Serão regularizadas as regiões de Vicente Pires, fazenda Contagem de São João, fazenda Sálvia e Fazenda Sobradinho. As negociações foram conduzidas pela Secretaria de Governo da Presidência da República e Advocacia-Geral da União e contam com a participação do Ministério da Economia Flávia Arruda, observa que o acordo mostra a sensibilidade dos governos Federal e local e representa solução definitiva para milhares de famílias que passam a ter dignidade ao poder iniciar o processo de regularização das suas casas. “Ao reunir esses órgãos, conseguimos dar clareza a todos os envolvidos e transparência a essa população. É uma conquista histórica para a capital do país."

“A conciliação trouxe solução vantajosa para todas as partes, resolvendo de maneira satisfatória a controvérsia e beneficiando a população. O acordo criou soluções eficazes e legítimas para o conflito até então existente”, assinala o advogado-Geral da União, Bruno Bianco Leal. Para o ministro da economia, Paulo Guedes, a medida é histórica e merece ser celebrada. “Após 50 anos, esses brasileiros recebem a dignidade que merecem. São famílias extremamente humildes que lutam todos esses anos sem poder dizer que são donas de sua própria terra”, avalia.

Há quase 50 anos, a União e o Governo do DF tentavam solucionar um impasse sobre a regulação. O extravio da lista dos imóveis mencionados na ata de constituição da Terracap (Companhia Imobiliária de Brasília), gerou dificuldades na identificação de parte dos ativos da empresa, impediu o registro em cartório de áreas do DF e gerou questionamentos acerca dos direitos que cabiam à União, que detém o equivalente a 49% do capital social da companhia.

Dessa maneira, o termo de conciliação estabelece que a Terracap deverá repassar à União valores relativos a juros sobre capital próprio e dividendos oriundos da participação da União na empresa, que deixaram de ser pagos durante anos em razão do litígio. A empresa, por outro lado, poderá transferir para si um conjunto de áreas e assumirá a responsabilidade de promover a regularização fundiária e o desenvolvimento urbano.

Fonte: Secretaria de Governo




Provérbios LIBERAR O CMOMÉRCIO DE ARMAS DE FOGO

 
   
 
 
 
 
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados
Tel.: - (61) 32029922
SHS Quadra 06 Bloco "A" Conjunto "A" Sala 903
Centro Empresarial Brasil 21 Asa Sul - CEP: 70316-102 Brasília - DF
 
Brasília, 26/05/2021 - PL-TV: O Rio em mãos do bem - Entrevista Cláudio Castro

Brasília, 18/01/2022 - PL-TV: Projeto de Altineu Côrtes propõe condições mínimas de trabalho para entregadores de aplicativos Brasília, 28/12/2020 - PL-TV: Portinho é convidado a assumir Liderança do PL no Senado
Nova Presidente do PL Mulher
Presidente do Partido Liberal, Tadeu Candelária (PL-SP)
Veja aqui todos os nossos vídeos e nossas reportagens

Secretaria de Comunicação do Partido Liberal
FICHA DE FILIAÇÃO EM PDF Deputados Federais do Partido Liberal da 56ª Legislatura
Senadores do Partido Liberal Veja todas Notícias no Facebook Veja nossos Vídeos no Youtube
  <area shape= Veja nossos Vídeos no Youtube Veja nossos Vídeos no Youtube veja as notícias no Twitter
veja as notícias no Instagram