Esta Matéria não tem vídeo
Estado arrecada R$ 2,2 bilhões no leilão da concessão de saneamento

Estado arrecada R$ 2,2 bilhões no leilão da concessão de saneamento
Esta Matéria não tem 
vídeo

 

Castro finaliza

gestão de 2021 com arrecadação de R$ 2,2 bilhões
no leilão da concessão de saneamento no RJ


Rio de Janeiro - O Governo do Estado do Rio de Janeiro encerrou o ano com a conclusão do segundo leilão dos serviços de saneamento. A empresa Águas do Brasil foi a vencedora do certame, realizado no dia 29 de dezembro, na B3, em São Paulo.

A cerimônia contou com as presenças do governador Cláudio Castro (PL-RJ), do ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (PL-RN), e do secretário de estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

O leilão arrecadou R$ 2.201.523.000, e obteve um ágio de 90%. Outra participante do leilão, o Consórcio Aegea apresentou uma proposta no valor de R$ 1.572.569.897.

O governo do estado vem demonstrando coragem, pautada pelo diálogo e não mais pelo medo. Em abril, fizemos história para o Rio de Janeiro, com a realização do primeiro leilão. Agora, é focar em investimentos e na melhora da qualidade de vida da população fluminense – ressaltou o governador Cláudio Castro.

- Conseguimos repetir os feitos do último leilão. Sem dúvidas, sem adiamento. A escolha do dia 29 de dezembro pareceu incerta para muitos, mas o Rio de Janeiro cumpriu a data e, com isso, demonstrou responsabilidade, segurança jurídica, e um novo ambiente de negócios com a credibilidade conquistada nos últimos meses – completou Castro.

Esta é a segunda fase da concessão e, nesta etapa, o projeto prevê que a nova concessionária faça um investimento de R$ 4,7 bilhões para universalizar os serviços de saneamento nos 21 municípios que participam do bloco. São eles: Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaguaí, Itatiaia, Macuco, Natividade, Paracambi, Pinheiral, Piraí, Rio Claro, Rio das Ostras, Rio de Janeiro (Zona Oeste/AP-5), São Fidélis, São José de Ubá, Sapucaia, Seropédica, Sumidouro, Trajano de Moraes e Vassouras.

- Ser um estado com credibilidade é fruto de um trabalho sério e eficiente de gestão. Éramos vistos com uma certa melancolia e, hoje, ao chegar nestes mesmos locais, somos vistos com crédito. E falo isso sem uma vaidade pessoal e, sim, uma vaidade institucional. O que nos importa é dar dignidade à população fluminense, que não desistiu do estado. E, portanto, não iremos desistir do Rio de Janeiro – afirmou Cláudio Castro.

Nesta etapa, cerca de 2,7 milhões de pessoas serão beneficiadas e também estão previstos R$ 13,6 bilhões de investimentos em operação e manutenção ao longo de 35 anos. A segunda fase também prevê a geração de 4,7 mil empregos diretos e indiretos e a ampliação da tarifa social - que hoje alcança 13 mil pessoas - para 136 mil pessoas. Além disso, serão investidos R$ 1,1 bilhão nos cinco primeiros anos, com o objetivo de reduzir a poluição no Rio Guandu e R$ 354 milhões em favelas não urbanizadas na AP5.

- Hoje, o Rio de Janeiro deu mais um passo em direção a um futuro mais digno para a sua população. Com as duas fases somadas, os investimentos mínimos chegam a R$ 32 bilhões. A outorga fixa, que ajudará o estado e municípios a fazerem mais investimentos, ultrapassa R$ 24 bilhões. O leilão fecha um ano importante para o Rio de Janeiro. O ano em que o Estado se colocou novamente de pé, com a cabeça erguida - disse o secretário de estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

O projeto nas duas fases

No total, somando com a primeira etapa realizada em abril, a concessão de saneamento vai contemplar 49 municípios, beneficiando cerca de 13 milhões de pessoas. Ao todo, serão investidos R$ 80 bilhões em operação e manutenção, além de R$ 32 bilhões de investimentos obrigatórios nos 35 anos de concessão. O projeto prevê investimentos de R$ 2,6 bilhões para a despoluição da Baía de Guanabara, R$ 2,9 bilhões para a despoluição da Bacia do Guandu e R$ 250 milhões para despoluição do complexo lagunar da Barra da Tijuca.

Saiba mais

Também estiveram presentes na segunda etapa do leilão o secretário de estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, o presidente da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), Leonardo Soares, e o diretor de Concessões e Privatizações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Fábio Abrahão.

Fonte: http://www.rj.gov.br/NoticiaDetalhe.aspx?id_noticia=19176




Provérbios LIBERAR O CMOMÉRCIO DE ARMAS DE FOGO

 
   
 
 
 
 
<
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados
Tel.: - (61) 32029922
SHS Quadra 06 Bloco "A" Conjunto "A" Sala 903
Centro Empresarial Brasil 21 Asa Sul - CEP: 70316-102 Brasília - DF
 
       
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados

Site e Conteúdos Desenvolvidos, Produzidos e sob Responsabilidade da LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing
Tel.: (61) 3202-9922
SHIN CA 09 Lt. 16 Sala 115 -  Edf. Greeen Hills
Lago Norte - CEP: 71503-509
Brasília, 26/05/2021 - PL-TV: O Rio em mãos do bem - Entrevista Cláudio Castro

TV-PL: Líder Liberal rechaça tese do "toma lá dá ca" em entrevista 
Brasília, 28/12/2020 - PL-TV: Portinho é convidado a assumir Liderança do PL no Senado
Nova Presidente do PL Mulher
Presidente do Partido Liberal, Tadeu Candelária (PL-SP)
Veja aqui todos os nossos vídeos e nossas reportagens

Secretaria de Comunicação do Partido Liberal
FICHA DE FILIAÇÃO EM PDF Deputados Federais do Partido Liberal da 56ª Legislatura
Senadores do Partido Liberal Veja todas Notícias no Facebook Veja nossos Vídeos no Youtube
  <area shape= Veja nossos Vídeos no Youtube Veja nossos Vídeos no Youtube veja as notícias no Twitter
veja as notícias no Instagram