Esta Matéria não tem vídeo
Deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM) 





Deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM)
Esta Matéria não tem 
vídeo

 

Artigo

Marcelo Ramos:
Mais Brasil, menos Brasília


No último dia 14 de outubro, o ministro Paulo Guedes, em participação no seminário do IDP, citando a forma como o governo enfrentou a fase mais aguda da pandemia de covid-19, defendeu mais uma vez a “descentralização de recursos para Estados e Municípios”.

Disse o ministro que no Brasil está consolidada a ideia de que precisa descentralizar os recursos para estados e municípios e pontuou que os ministérios devem atuar mais como coordenadores das secretarias estaduais. “Eu acredito que nós estamos todos muito alinhados nesses eixos de transformação do Estado e de descentralização”, concluiu.

A fala do ministro é coerente com seu bordão repetido desde que chegou ao ministério: “mais Brasil, menos Brasília”.

Acontece que, na prática, de forma estrutural, o governo tem feito pouco ou quase nada por essa descentralização.

Vejamos o exemplo da CBS (Contribuição sobre Bens e Serviços), proposta pelo ministro como primeira fase da sua reforma tributária, por meio do PL 3887/2029.

Sugere o projeto de lei a unificação de duas contribuições, o PIS e o COFINS, aumentando a alíquota para 12%.

Para entender o objetivo deste artigo preciso resgatar de forma simplória e sem qualquer aprofundamento jurídico apenas um aspecto que diferencia contribuições, como PIS e COFINS, de impostos, como IPI.

Tributo é gênero do qual impostos e contribuições são espécies, uma das diferenças entre um e outro - a diferença que aqui nos interessa - é que os recursos arrecadados por meio de por meio dos dois principais impostos federais - Imposto de Renda e IPI - são divididos entre a União e os entes federativos subnacionais (estados e municípios), já os recursos arrecadados por meio de contribuições ficam todos com a União.

Assim, os últimos governos promoveram malabarismos legislativos-tributários para transformar impostos em contribuições e cito aqui dois exemplos. Ao tempo em que a União reduziu alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI, criou a COFINS, aumentou a alíquota do PIS e ao tempo em que reduziu alíquotas de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica - IRPJ criou a Contribuição Social sobre Lucro Líquido - CSLL, numa prática que significa mais recursos concentrados na União, ou seja, menos Brasil, mais Brasília.

Digo isso para sugerir que o ministro Paulo Guedes seja coerente com o seu discurso e, ao invés de propor a simples unificação do PIS e COFINS, na sua proposta transformados em CBS, unifique o PIS e o COFINS com o IPI, aproveitando pra unificar também a CSLL com o IRPJ. Aí sim, promoverá uma maior descentralização dos recursos para Estados e Municípios que receberiam diretamente parte dos recursos arrecadados pelas atuais contribuições.

O Brasil tem um federalismo desequilibrado com hiperconcentração da receita tributária na União e com mecanismos ineficientes de distribuição de parte desses recursos para estados e municípios. Essa distorção deixa os entes federativos subnacionais de pires na mão e permite a distribuição de recursos por critérios políticos, muitas vezes, aprofundando desigualdades e invertendo completamente as prioridades.

“Mais Brasil, menos Brasília” é permitir que mais recursos cheguem diretamente aos estados e municípios por critérios de distribuição previamente definidos na Constituição e nas leis, mas é preciso coragem e compromisso com os brasileiros para abrir mão de receita e de poder por um federalismo mais equilibrado e por melhor atenção às necessidades da população.

Deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM)



Fonte: Artigo publicado no portal congresso em foco




Provérbios LIBERAR O CMOMÉRCIO DE ARMAS DE FOGO

 
   
 
 
 
 
<
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados
Tel.: - (61) 32029922
SHS Quadra 06 Bloco "A" Conjunto "A" Sala 903
Centro Empresarial Brasil 21 Asa Sul - CEP: 70316-102 Brasília - DF
 
       
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados

Site e Conteúdos Desenvolvidos, Produzidos e sob Responsabilidade da LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing
Tel.: (61) 3202-9922
SHIN CA 09 Lt. 16 Sala 115 -  Edf. Greeen Hills
Lago Norte - CEP: 71503-509
TV-PR: Tiririca está entre os 10 melhores deputados segundo pesquisa
TV-PL: Líder Liberal rechaça tese do "toma lá dá ca" em entrevista 
Manual de Prestação de Contas da Campanha eleitoral de 2018
Nova Presidente do PL Mulher
Presidente do Partido Liberal, Tadeu Candelária (PL-SP)
Veja aqui todos os nossos vídeos e nossas reportagens

Secretaria de Comunicação do Partido Liberal
Deputados Federais do Partido Liberal da 56ª Legislatura
Senadores do Partido Liberal Veja todas Notícias no Facebook Veja nossos Vídeos no Youtube
  <area shape= Veja nossos Vídeos no Youtube Veja nossos Vídeos no Youtube veja as notícias no Twitter
veja as notícias no Instagram