PL-TV: Raimundo Costa

vê risco de judicialização no auxílio
emergencial para pescadores


Brasília - Diante do volume de reclamações e das dificuldades do governo em atender as reivindicações dos profissionais da pesca atingidos pelo vazamento de óleo no litoral do Nordeste e em parte do Sudeste, o presidente da comissão que analisa a medida provisória (MP 908/19), que instituiu o pagamento de auxílio emergencial aos afetados, deputado Raimundo Costa (PL-BA), acredita que alguns casos poderão chegar à Justiça.

“A comissão tem a missão de efetivamente atender não só aquilo que está previsto na lei. E o que não estiver, que se busque uma formalidade legal para que todos os companheiros e companheiras atingidos possam ser atendidos pela medida provisória. Pela falta de informações do governo federal, é bem provável que ocorra uma chuva de ações na Justiça porque muitos, infelizmente, vão ter que buscar a Justiça para que possam ser contemplados com aquilo que é de direito”, frisou o deputado, que é pescador de profissão.

Pescadoras e marisqueiras reclamaram da duração, do alcance e dos critérios do auxílio emergencial de R$ 1.966 que o governo federal tem pago aos profissionais da pesca atingidos. Representantes da categoria foram ouvidas na última terça-feira, 3, na última audiência pública da comissão mista que analisa a MP sobre o tema.

Na audiência, a marisqueira Maria Eliene, da Articulação Nacional das Pescadoras, deu o exemplo da cidade do Fortim, no Ceará, onde grande parte das 60 marisqueiras não teria sido contemplada com o auxílio emergencial. Eliene reclamou do prazo de 180 dias que o secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Junior, pediu, durante outra audiência na comissão, para iniciar o recadastramento de todos os pescadores do país.

“O secretário da Pesca pediu 180 dias para rever o cadastro. Nós que estamos sofrendo na base, em 180 dias, já teremos morrido de fome. Nós somos pescadores, não somos coitados, somos autônomos e ninguém vive pedindo migalha para ninguém. A gente precisa de uma resposta e não desse cala-boca que foi dado aí como auxílio emergencial”, ressaltou.

Reclamações Integrante do Conselho Pastoral dos Pescadores, Diana Maia criticou o governo federal por usar o Registro Geral de Atividade Pesqueira (RGP) como base para o pagamento do auxílio emergencial, mesmo sem ter concluído o cadastramento nacional. Diana Maia ainda argumentou que os reflexos do vazamento de óleo no litoral têm duração imprevisível e não poderão ser cobertos por um auxílio de apenas dois meses, como previsto na medida provisória.

“Quem está lá pisando o chão das comunidades vê os inúmeros impactos para a vida dessas pessoas e que, muito possivelmente, esses dois meses não dariam conta de todos os impactos que a chegada desse petróleo tinha causado. E tinha outra preocupação: há uma série de pescadores e marisqueiras que não têm os seus números de RGP. Eles fizeram a solicitação, receberam seus protocolos, mas – digamos que por conta mais de descaso do que por morosidade – existem estados que desde 2012 não expedem o RGP”, observou.

As pescadoras e marisqueiras também cobraram políticas públicas permanentes para o setor de pesca no país. Os Plenários da Câmara e do Senado têm até 7 de maio para concluir a votação da medida provisória sobre o auxílio emergencial aos pescadores.



Fonte: Agência Câmara

 




Provérbios LIBERAR O CMOMÉRCIO DE ARMAS DE FOGO
Alvaro Valle

 
   
 
 
 
 
<
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados
Tel.: - (61) 32029922
SHS Quadra 06 Bloco "A" Conjunto "A" Sala 903
Centro Empresarial Brasil 21 Asa Sul - CEP: 70316-102 Brasília - DF
 
       
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados

Site e Conteúdos Desenvolvidos, Produzidos e sob Responsabilidade da LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing
Tel.: (61) 3202-9922
SHIN CA 09 Lt. 16 Sala 115 -  Edf. Greeen Hills
Lago Norte - CEP: 71503-509
TV-PR: Tiririca está entre os 10 melhores deputados segundo pesquisa
TV-PL: Líder Liberal rechaça tese do "toma lá dá ca" em entrevista 
Manual de Prestação de Contas do Tribunal Eleitoral
Nova Presidente do PL MUlher
Presidente do Partido Liberal, Tadeu Candelária (PL-SP)
Alvaro Valle
Veja aqui todos os nossos vídeos e nossas reportagens

Secretaria de Comunicação do Partido Liberal
Deputados Federais do Partido Liberal da 56ª Legislatura
Senadores do Partido Liberal VEJA NOSSO FACE
Veja nossos Vídeos no Youtube
  <area shape= Veja nossos Vídeos no Youtube Veja nossos Vídeos no Youtube veja as notícias no Twitter
veja as notícias no Instagram BAIXE O VÍDEO EM WMV
BAIXE O VÍDEO EM MOV
VEJA O VÍDEO NO YOUYUBE BAIXE O VÍDEO EM MP4 BAIXE O VÍDEO EM MOV BAIXE O VÍDEO EM FLV